CAIXA revoga certificados CPF para Conectividade Social

Publicado por Leonardo Amorim em 17/04/2009 11:33

 

 

Sem divulgar ostensivamente em seus meios de comunicação, a CAIXA revogou certificados PRI (usados para o acesso Conectividade Social) de empregador/responsável com inscrição CPF/CIC.

 

Para transmitir arquivos pela Conectividade Social, quem utilizava certificados PRI com inscrição CPF deverá providenciar inscrição CEI no INSS (principalmente nos casos de contabilista autônomo) ou providenciar CNPJ (nos casos de responsável pela transmissão com registro de pessoa jurídica) e solicitar novo certificado na CAIXA.

 

PRE-CERTIFICADO CAIXA - Programa para soliciitação de certificado multiempresa CNS PRI

 

 

 

COMUNICADO

 

Assunto: Comunicado de Revogação de Certificado – CPF/CIC

Ref.: Conectividade Social - FGTS

 

Senhor(a) Contabilista,

 

1. A CAIXA Econômica Federal, na condição de Agente Operador do FGTS, informa que, objetivando a adequação operacional e normativa vinculada aos certificados digitais, estará revogando, no próximo dia 13/04/2009, o seu Certificado Eletrônico para uso do Conectividade Social, visto que o mesmo foi gerado para empregador/responsável registrado com inscrição CPF/CIC.

 

2. Considerando a normatização vigente, os Certificados Eletrônicos para uso do Conectividade Social somente serão válidos quando gerados para pessoa jurídica ou equiparada registrados com inscrição CNPJ/CEI.

 

3. Assim, solicitamos a V. Sª, na forma da Circular CAIXA 450/2009, adotar as providências necessárias para a obtenção de nova certificação eletrônica, junto a uma de nossas agências de sua escolha/relacionamento, até a data supracitada, de modo a evitar solução de continuidade de realização dos serviços oferecidos por intermédio do Conectividade Social.

 

3.1. Caso V. Sª não possua as inscrições (CNPJ/CEI) deverá, previamente, providenciá-la(s) junto aos órgãos competentes.

 

Atenciosamente,

 

Caixa Econômica Federal

Gerência de Filial de FGTS – Recife

 

LLConsulte por Leonardo Amorim, 2009.